Quarta-feira, 23 de abril de 2014

Ministério da Saúde diz que número de casos de infecção por HIV cresceu

01/12/2010 18:13h

O número de novas infecções por HIV no Brasil passou de 37.465, em 2008, para 38.538, no ano passado, de acordo com dados divulgados hoje (1/12) pelo Ministério da Saúde.

Os dados, apresentados em solenidade comemorativa do Dia Mundial de Combate à Aids, em Brasília, apontaram que cerca de 630 mil brasileiros vivem com HIV em todo o país. Deste total, 255 mil não sabem que foram infectados.

Segundo o Ministério da Saúde, o crescimento de casos de contaminação se deve ao aumento das testagens em todo o país: o número de testes de HIV distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) passou de 3,3 milhões, em 2005, para 8,9 milhões em 2009. O índice de testagem para HIV em todo o país, no ano passado, foi de 38,4%.

Na estatística por gênero, o número de casos de aids no Brasil é maior entre os homens. De 1980 até junho de 2010, foram registradas 385.815 infecções (65,1%) de pessoas do sexo masculino contra 207.080 (34,9%) entre as do sexo feminino. Entretanto, o Ministério da Saúde já fala em uma feminização da epidemia no país, já que a diferença entre homens e mulheres é cada vez menor: a proporção de mulheres infectadas para cada homem com a doença passou de 6, em 1989, para 1,6, no ano passado.

A taxa de incidência entre as pessoas do sexo masculino chegou a 25 casos em cada 100 mil habitantes contra 15,5 entre as mulheres. Em ambos os sexos, a incidência é maior na faixa etária dos 30 aos 49 anos. No caso dos homens, os casos aumentam a partir dos 40 anos e, no das mulheres, a partir dos 30 anos. No ano passado, a taxa de incidência de aids em mulheres com 50 anos ou mais dobrou em relação a 1999, passando de 5,7 casos em cada 100 mil habitantes para 12,3 casos.

Dos registros de casos da doença a maior concentração está na Região Sudeste, com 344.150 (58%). Em seguida, vêm o Sul, com 115.598 (19,5%); o Nordeste, com 74.364 (12,5%); o Centro-Oeste, com 34.057 (5,7%); e o Norte, com 24.745 (4,2%).
A Região Sul, entretanto, registra a maior taxa de incidência do país, com 32,4 casos em cada 100 mil habitantes, seguida pelo Sudeste (20,4), Norte (20,1), Centro-Oeste (18) e Nordeste (com 13,9). Os dados mostraram ainda que a maioria dos brasileiros com HIV em 2009 é formada por brancos (47,7%). Em seguida, estão os negros (46,8%), os amarelos (0,5%) e os indígenas (0,3%) – 4,7% não declararam raça ou cor.

No corte por escolaridade, do total de casos registrados no ano passado (20.832), a maior proporção de infecções está entre brasileiros que têm entre oito e 11 anos de estudo (30%). Em 1999, a incidência era maior entre aqueles com menos escolaridade: 29,5% dos casos foram verificados entre pessoas com até três anos de estudo. Entre as mulheres infectadas, a média é de quatro a sete de anos de estudo e, entre os homens, de oito a 11.

No corte por faixa etária uma boa notícia: a taxa de incidência da infecção pelo vírus causador da aids em crianças menores de 5 anos foi reduzida em 44,4% de 1999 a 2009, passando de 5,4 para 3 infecções para cada 100 mil habitantes. A maioria dos casos (88,3%) registrados em crianças menores de 5 anos ocorre por transmissão vertical – quando o vírus é transmitido da mãe para o bebê durante a gestação ou no momento do parto.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, confirmou na cerimônia sua saída da pasta no governo da presidenta eleita, Dilma Rousseff.

“Este é meu último Dia Mundial de Combate à Aids, como ministro. Aprendi muito com a equipe”, afirmou ele, durante discurso no Palácio Itamaraty, em solenidade que marcou a data.

Durante o evento, Temporão elogiou a política brasileira de combate à aids e destacou, entre outras ações, o acordo com Moçambique para a produção de antirretrovirais.

“Em vez de doar alimentos, como fazem os países ricos, estamos ensinando a produzir genéricos”, disse.

“O Brasil conseguiu conquistar visibilidade internacional porque existe o Sistema Único de Saúde [SUS], com saúde pública universal e de qualidade para todos”, completou.

Fonte : IG
Últimas Notícias >>
twitter siga-nos no twitter
clima e tempojornal
32°
Teresina
JORNAL20110617153043.jpg Para abrir a edição do jornal é necessário ter o Acrobat instalado, caso não tenha, baixe aqui.
Enquete